Emoção marca encerramento de turma de jovens aprendizes da Santa Casa Recife

O superintendente geral Amaro Lins pediu: “Nunca deixem de ser aprendizes”

“Nós começamos a aprender quando nascemos. Aprendemos a andar, a falar… Aprender é um dos centros da nossa vida. É o aprendizado que abre os caminhos”. A mensagem do superintendente geral da Santa Casa de Misericórdia do Recife, Amaro Lins, marcou o encerramento, na manhã desta quinta-feira (09/01), de mais um Programa Jovem Aprendiz, iniciado em outubro de 2018, em parceria com a Fundação Fé e Alegria. Uma turma com 29 jovens de 18 a 24 anos se despediu da instituição e foi homenageada por seus gestores e pela equipe de Recursos Humanos (RH), em um encontro cheio de gratidão e depoimentos emocionados.

Após a abertura do evento, realizado no auditório do Hospital Santo Amaro (HSA), foram exibidos dois vídeos, com poemas e fotos do grupo em diversas atividades. A assistente de RH da Santa Casa Recife, Bárbara Amorim, responsável por acompanhar os jovens do programa, agradeceu à turma pelo trabalho desempenhado e destacou a importância de estar em constante aprendizado, citando o educador e filósofo pernambucano Paulo Freire: “Ninguém nasce feito, é experimentando-nos no mundo que nós nos fazemos. É com essa frase que agradeço a cada um pela caminhada juntos e pelas trocas que tivemos”.

Fernando, jovem da TI, comemora: “Mais maduro e menos tímido”

O jovem Luiz Fernando Chagas, de 19 anos, aprendiz do setor de Tecnologia da Informação (TI), contou que chega ao fim do programa “mais maduro e menos tímido”. Segundo ele, a experiência no atendimento ao colaborador o ajudou a desenvolver habilidades essenciais para o mercado de trabalho. “Conheci pessoas maravilhosas e aprendi muito, não só sobre computadores, mas como me portar, como me comunicar melhor, interagir com as pessoas, que era uma coisa que eu temia muito no começo”, contou.

Recém-formada como Técnica de Enfermagem, a jovem Mayara Karine da Silva, de 21 anos, conclui o programa com o sentimento de missão cumprida e com o desejo de, no futuro, integrar o quadro de colaboradores da Santa Casa. Com passagens pela recepção, farmácia e setor de internamento, a jovem garante que absorveu muito conhecimento e se sente pronta para os próximos desafios: “Essa instituição só veio para somar na minha vida. Hoje sou uma Mayara mais madura, que sabe esperar o tempo certo. Eu posso dizer que a Santa Casa Recife me tornou profissional”.

Gabriela será estagiária na Santa Casa, na área de Comunicação: “Me encontrei aqui”

Selecionada como aprendiz do bloco cirúrgico do Hospital Santo Amaro, a jovem Gabriela Santos, 21 anos, vem percorrendo uma trajetória de crescimento na Santa Casa. “Eu estava no bloco e, de repente, o RH me liga perguntando se eu queria ser aprendiz da Comunicação. Três meses depois eu estava na minha área. Eu me encontrei aqui nessa equipe”, conta a estudante de Jornalismo. Segundo ela, o período no bloco cirúrgico foi de preparação: “Era para me lapidar, pois eu já vim para a Comunicação com outra visão, mais madura. E, graças a Deus, veio a oportunidade de estagiar aqui. Estou muito feliz! Sou grata, também, pelas amizades que fiz”.

Para Suely Leite, supervisora administrativa da Santa Casa há 13 anos, o aprendizado é uma via de mão dupla. Em seu depoimento, ela agradeceu aos jovens pelo tempo de convivência e pelo conhecimento compartilhado. “Eu sou de uma geração diferente e o contato com a informática, para mim, é mais difícil. Então ter vocês entre nós é muito importante. Sempre que precisamos, vocês responderam à altura. Desejo sucesso a todos e que vocês nunca deixem de sonhar”, afirmou.

“Continuem aprendendo e as portas se abrirão para vocês”, aconselhou Paulo Bernardo

O coordenador administrativo Financeiro e de Patrimônio, Paulo Fernando Bernardo, se emocionou com o momento de despedida e lembrou a importância do programa para o crescimento pessoal dos jovens. “Eu sei que alguns de vocês usam esse dinheiro para ajudar em casa ou para pagar sua faculdade… Eu sei o quanto foi difícil para muitos de vocês, pois eu já estive aí desse lado, passando pelas mesmas coisas. Então o que eu posso dizer é que continuem estudando, aprendendo e as portas se abrirão para vocês, tenho certeza”, concluiu.

O encerramento ainda contou com coffee break e a entrega de cartões assinados pelos gestores e colegas de trabalho de cada aprendiz.
?

?


Confira mais fotos:

Texto/fotos: Comunicação – Santa Casa Recife