Dom Fernando preside missa dos 160 anos da Santa Casa de Misericórdia

O arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, presidiu a celebração eucarística em ação de graças pelos 160 anos da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia do Recife. Responsável pelo Hospital Santo Amaro, a Santa Casa de Misericórdia é uma organização sem fins lucrativos, de assistência pública, subordinada à Arquidiocese. A celebração reuniu, na capela do hospital, funcionários, conselheiros e apoiadores.

Para ver outras imagens, clique aqui e acesse o álbum em nosso Facebook.

 

O arcebispo acredita que a colaboração dada, pela Santa Casa, aos cidadãos e fiéis da Região Metropolitana, é fundamental. “É um trabalho árduo, gratuito, de acompanhamento da saúde e educação de um povo que passa por muitas necessidades, algumas existenciais, e por isso merece toda atenção do Estado e da igreja”, comentou.

História

A Santa Casa de Misericórdia do Recife foi oficialmente instalada na capital pernambucana pela lei provincial nº 450 de 1858. Os arquivos da Fundação Joaquim Nabuco, no entanto, registram sua inauguração em 29 de julho de 1860, incorporando a Santa Casa de Olinda em 06 de agosto do mesmo ano. Sua missão, à época, destinava-se ao atendimento dos órfãos do estado de Pernambuco e à prestação de serviços de saúde, por meio da administração de instituições como o Hospital dos Lázaros, Hospício dos Alienados, Asilo de Mendicidade, Casa dos Expostos e Colégio de Órfãs.

O objetivo principal dos serviços desenvolvidos pela entidade fundamenta-se na disponibilidade dos serviços de saúde, conforme preconiza o SUS, para habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência visual, proteção social ao idoso através de Instituição de Longa Permanência e atividades socioeducativas destinadas a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Pascom AOR

Segurança do paciente em primeiro lugar

A ANVISA divulgou no dia 27/04 o resultado da Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente que ocorreram em agosto de 2017. Foram avaliados dois grupos de indicadores:

Indicadores de estrutura:

  1. Núcleo de Segurança do Paciente Instituído;
  2. Plano de Segurança Implantado;
  3. Número de lavatórios/pias e insumos para higiene das mãos nas UTI´s, de acordo com as normas vigentes;
  4. Disponibilização de dispensadores contendo preparação alcoólica para a higiene das mãos nas UTI´s, de acordo com as normas vigentes;
  5. Implantação de protocolos:
    • Seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente;
    • CIH: IPCS, ITU, PAV e Resistência antimicrobiana.

Indicadores de processo:

  1. Conformidade da avaliação (evidências) dos protocolos implantados;
  2. Regularidade da notificação mensal de indicadores de IRAS.

O Hospital Santo Amaro (HSA), que pertence à Santa Casa de Misericórdia do Recife, foi o único hospital de Pernambuco presente na lista dos hospitais avaliados, mostrando seu comprometimento com a melhoria da qualidade da assistência prestada e o comprometimento com a segurança do paciente.
Segundo a diretora médica da unidade, Drª Roberta Almeida, “este resultado foi graças ao empenho de toda a equipe técnica em promover as práticas de segurança do paciente e dos colaboradores por aderirem às mesmas, fazendo do cuidar seguro uma prioridade no HSA”, destacou.

Link da pesquisa: clique aqui.

Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma 2018

Um convite a todos os fiéis a voltarem ao Senhor.

“Porque se multiplicará a iniquidade,
vai resfriar o amor de muitos”
(Mt 24, 12)

Amados irmãos e irmãs!

Mais uma vez vamos encontrar-nos com a Páscoa do Senhor! Todos os anos, com a finalidade de nos preparar para ela, Deus na sua providência oferece-nos a Quaresma, “sinal sacramental da nossa conversão”,[1] que anuncia e torna possível voltar ao Senhor de todo o coração e com toda a nossa vida.

Com a presente mensagem desejo, este ano também, ajudar toda a Igreja a viver, neste tempo de graça, com alegria e verdade; faço-o deixando-me inspirar pela seguinte afirmação de Jesus, que aparece no evangelho de Mateus: “Porque se multiplicará a iniquidade, vai resfriar o amor de muitos” (24, 12). (mais…)