scm

Av. Cruz Cabugá, 1563 – Santo Amaro
(Próximo ao Shopping Tacaruna)
(81) 3412.3800
sta-casa@santacasarecife.org.br

logo2x

Tudo começou no final do século XV, em Portugal. Em 1498, a Rainha Dona Leonor fundou a primeira Santa Casa do mundo, em Lisboa. Nascia ali um espaço que seria revestido de uma profunda ação de solidariedade e caridade cristãs, e que se espalharia pelo mundo inteiro. A Ordem das Santas Casas expandiu-se para a África, Ásia e chegou ao Brasil em 1539. As primeiras Santas Casas foram instaladas em Santos (SP) e em Olinda (PE).

Em 1858, a lei provincial nº 450 determina a instalação da Santa Casa de Misericórdia do Recife, na capital pernambucana. Sua inauguração, entretanto, registra-se em 29 de julho de 1860 (conforme mostram arquivos da Fundação Joaquim Nabuco). Em 06 de agosto do mesmo ano, a Santa Casa de Olinda é incorporada à do Recife.

O objetivo maior era prestar assistência médica às pessoas mais necessitadas – por isso a palavra Misericórdia, que significa “piedade, compaixão e sentimento despertados pela infelicidade de outrem”. No Recife, a missão da Santa Casa destinava-se ao atendimento dos órfãos do estado de Pernambuco e à prestação de serviços de saúde, sendo referência nessa especialidade à época. A Santa Casa teve a seu cargo a administração das seguintes entidades:

  • Hospital Pedro II
  • Hospital dos Lázaros
  • Hospital de Santa Águeda
  • Hospício de Alienados
  • Asyllo de Mendicidade – posteriormente Hospital Santo Amaro
  • Casa dos Expostos
  • Collegio de Orphãs

Hoje, a Santa Casa do Recife é uma organização religiosa pública de fiéis da Igreja Católica Apostólica Romana, regida pelas regras do Direito Canônico, por estatuto próprio e subordinada à autoridade eclesiástica da Arquidiocese de Olinda e Recife. É, também, uma organização civil, sem fins lucrativos.

Para acompanhar o crescimento e as necessidades da população, a Santa Casa ampliou suas atividades, disponibilizando serviços nas áreas da Saúde, Educação e Assistência Social:

  • Serviços de saúde gratuitos, conforme preconiza o SUS;
  • Habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência visual;
  • Proteção social ao idoso através de Instituição de Longa Permanência (ILP);
  • Atividades socioeducativas destinadas às crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

A Santa Casa Recife mantém nove instituições filantrópicas, sendo um hospital, três educandários, duas escolas, dois ILPs para idosos e um instituto que acolhe pessoas com deficiência visual. Atualmente, também é gestora de três unidades de saúde e outros projetos, em parceria com os governos municipal e estadual.

Veja também: