Carregando
Hospital Santo Amaro

Hospital Santo Amaro

A história do Hospital Santo Amaro começou no Hospital Pedro II, na cidade do Recife, em uma enfermaria conhecida como Asilo de Mendicidade, destinada a acolher mendigos da referida cidade. Com o aumento da demanda e a precariedade do prédio, reconheceu-se a necessidade da construção de um novo edifício.

Segundo a Fundação Joaquim Nabuco, o Hospital Santo Amaro foi projetado pelo engenheiro José Tibúrcio Pereira Magalhães, sendo construído um prédio em estilo neoclássico. A instalação oficial se deu no dia 25 de março de 1870, com a inauguração de uma sede própria na Av. Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro, Região Central do Recife —  onde está localizado até hoje.

Desde o início, a instituição assumiu um papel assistencial como asilo para idosos e mendigos. Posteriormente, após passar por reformas e várias adaptações para atuar como hospital geral elementar, iniciando a diversificação de suas atividades, o prédio deu espaço ao Hospital Santo Amaro, atual sede da Santa Casa, que atende gratuitamente os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade conta com a participação das religiosas da Congregação Filhas de Sant’Ana, que prestam assistência religiosa aos enfermos.

Atualmente, o HSA atende gratuitamente diversas especialidades médicas, disponibilizando, inclusive, uma moderna e bem equipada UTI. Embora não disponha de um atendimento de emergência, a unidade funciona interruptamente 24 horas com atendimento de médicos plantonistas. Dispõe de 131 leitos (especialidades clínicas, cirúrgicas e UTI) e possui uma média de atendimento de consultas ambulatoriais de 6.000/mês e 400 cirurgias/mês. O "carro-chefe" da unidade é a Ortopedia. Em janeiro de 2020, por exemplo, o HSA realizou 407 cirurgias, sendo 253 de Ortopedia, ou seja 62% do total. Na sequência vêm as cirurgias vasculares e Cirurgia Geral.

O HSA foi o segundo hospital do estado a implantar o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), que, junto ao Serviço de Controle de Infecção (SCI), a Gerência de Risco e o Escritório de Qualidade trabalham na implantação e manutenção das metas internacionais de segurança do paciente, visando o atendimento de qualidade aos pacientes. Ainda nesse sentido, o HSA é integrante do Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), iniciativa do Ministério do Saúde que busca colaborar com o fortalecimento do SUS.

HOSPITAL-UNIVERSIDADE: Por meio de um convênio com a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), o Hospital Santo Amaro também funciona como Residência Médica em Clínica Médica, Ortopedia e Cirurgia Geral para os alunos da graduação em Medicina e demais áreas de saúde.

PARCERIAS COM A PREFEITURA DO RECIFE: O HSA administra diversos projetos em parceria com a Prefeitura do Recife (PCR), entre eles as Unidades de Acolhimento, as Residências Terapêuticas, o Serviço de Atendimento Domiciliar, o projeto de Saúde Bucal e os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs). Ao todo, a Gerência de Projetos Municipais da Santa Casa Recife emprega cerca de 430 funcionários e atende cerca de 760 usuários por mês.

Estrutura HSA

Na área da Saúde, a Santa Casa de Misericórdia do Recife tem uma grande relevância no atendimento da população mais vulnerável do estado de Pernambuco, por meio do Hospital Santo Amaro (HSA), localizado na Avenida Cruz Cabugá, no Recife. A unidade atende usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), oferecendo mais de 20 especialidades, nas áreas de Clínica Médica e Cirúrgica, além de um moderno Centro de Imagem e Diagnóstico. Dispõe de 131 leitos; destes, dez são de UTI. Embora não disponha de um atendimento de emergência, o HSA funciona ininterruptamente 24 horas com atendimento de médicos plantonistas. E através do Convênio nº 29/2016, a instituição também gerencia seis projetos em um modelo de cogestão com a Secretaria de Saúde da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR).

Um desses projetos é o das Residências Terapêuticas (RTs), que acolhem pessoas egressas de longos períodos de internação em unidades psiquiátricas e atualmente se encontram sem condições de retornar aos seus lares de origem, ou até mesmo que perderam esse vínculo com familiares. Este programa obedece ao modelo de funcionamento determinado pelas leis 10.216/01 (nacional) e 11.064/94 (estadual), que tratam da descontinuação do modelo convencional para o tratamento das pessoas com distúrbios psiquiátricos. Hoje, a Santa Casa gerencia 34 RTs, atendendo de forma contínua cerca de 270 pessoas em espaços humanizados. O quantitativo de 34 RTs representa cerca de 70% da oferta deste serviço no município. A Santa Casa atua no apoio administrativo na contratação de pessoal e manutenção das Residências, já à Prefeitura, cabe a responsabilidade com a política de saúde mental, cuidados clínicos e a reabilitação psicossocial através dos Centros de Apoio Psicossocial - CAPS referenciados.

Outro projeto em parceria com a PCR é o acolhimento voluntário e cuidados contínuos para pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, em situação de vulnerabilidade social e familiar, por meio das Unidades de Acolhimento (UAs). Atualmente a Santa Casa administra as duas UAs, que oferecem 100% do serviço do município.

No Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), que tem como proposta o fortalecimento à Atenção Básica à Saúde, a Santa Casa possui 180 leitos fixos, colaborando com a redução da demanda por atendimento hospitalar e/ou prolongamento no período de internamento, prestando assistência multidisciplinar de forma domiciliar.
 
Com a contratualização do NASF/FAS, é possível um incremento de 156 profissionais que atuam nas Unidades de Saúde ou em visitas domiciliares, reforçando, assim, a oferta na Atenção Básica do município.
 
Outro importante serviço é realizado por meio do Projeto de Fortalecimento de Saúde Bucal, em que HSA e PCR oferecem à população o acesso a 1800 próteses dentárias ao ano. São dois Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) localizados na Policlínica Lessa de Andrade e no ambulatório do Hospital Agamenon Magalhães.
 
Por fim, a Santa Casa também gerencia o Projeto de Fortalecimento das Ações de Controle da Covid-19, iniciativa temporária que vem atuando nas estratégias de atenção e vigilância à pandemia de Covid-19 no Recife, com o objetivo de mitigar os riscos de transmissão sustentada e prestar a assistência adequada em tempo oportuno.

 

Dados Gerais


Gerente de Gestão Hospitalar: Cléo Alves
Diretora Médica: Roberta Almeida

Portal da Transparencia

Acessar